Vacinação contra HPV vai até o dia 31 de dezembro

760

O Ministério da Saúde, com o objetivo de reforçar as atuais ações de prevenção do câncer do colo do útero dá continuidade à estratégia de vacinação contra o papilomavírus humano 6, 11, 16 e 18. A vacinação, conjuntamente com as atuais ações para o rastreamento do câncer do colo do útero, possibilitará prevenir a doença nas próximas décadas.

Em São Borja, a Central de Vacinas possui a vacina contra HPV e já vacinou 1.126 meninas de 9 a 11 anos de idade, atingindo uma cobertura de 75,32% de meninas de 9 a 11 anos de idade. A meta para o município é vacinar 80%.

A equipe da Central de Vacinas lembra que todas as meninas de 9 a 11 anos que já receberam a primeira dose, tem que receber a segunda dose de vacina contra o HPV. Basta se dirigir a Central 7 às12hs e das 13 às 16 horas no antigo Hospital São Francisco.

Atualmente o agravo da doença representa a terceira causa de morte por neoplasias entre mulheres no Brasil. O câncer do colo do útero é uma doença grave que pode levar ao óbito. No Brasil, o câncer do colo do útero é o terceiro tipo mais frequente que acomete as mulheres e faz, por ano, 5.264 vítimas fatais. Outros tipos de câncer que podem estar associados ao HPV são de vagina, de vulva, de pênis, de ânus e de orofaringe.

A principal forma de transmissão do HPV é por via sexual, que inclui contato oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital. Mas também pode ser transmitido, durante o parto ou, ainda, através de instrumentos ginecológicos não esterilizados.

Fonte: Decom/Prefeitura de São Borja