Acordou Hoje, Agradeça!

17

Todas as manhãs, independentemente do lugar e da situação, admirável seria se pudéssemos, com toda a nossa vontade e coragem, olhar para a vida com uma intensa sensação de agradecimento.

 Agradecer o corpo, a família, o trabalho, a saúde, as conquistas, os desejos, o meio-ambiente e, acima de tudo, a oportunidade de estar vivo, de poder laborar para alcançar objetivos pessoais familiares e coletivos, de poder sorrir, conversar com amigos, aventurar-se por outras terras, ler fantásticos livros de literatura, praticar esportes, ir ao cinema, inventar algo que ainda não existe, namorar, escrever um poema, brincar com crianças, escutar as histórias dos nossos anciões, ou seja, agradecer ao magnânimo privilégio de estar vivo, de poder respirar e de poder fazer tantas atividades interessantes, relevantes e construtivas.

 Agradecer a possibilidade de ter desejos, pensamentos e ações principalmente aqueles que não seguem o caminho geral da sociedade onde estamos, mas que mesmo assim tentamos, pois a grandiosidade de nossas essências clama por uma existência única, exalta e transcendente. 

 Agradecer também à natureza que tudo provê, sejam as plantam que produzem nossos alimentos, os rios que saciam nossas sedes, o oxigênio que nos brinda o sopro da vida, os animais que mantem o nosso ecossistema em harmonia, o planeta que nos propicia o ambiente ideal para que possamos viver aqui, o sistema solar que nos mantém numa órbita habitável, a nossa galáxia que nos impele a querer saber mais sobre a vastidão do mundo que existe lá fora e ao universo que, em seu generoso útero, mantem a plenitude da vida expandindo e contraindo. 

 Agradecer à pródiga lucidez de sentir-se contente com o que possuímos ao invés de ficar lamuriando por aquilo que não possuímos, pois entendemos que se não tivéssemos que temos, provavelmente estaríamos sonhando com possuir o que já temos. 

 Agradecer as desfortunas que vez que outas o destino atira em nossas sendas, pois quem melhor que ele para saber o que precisamos para amadurecer e nos desenvolver

 Agradecer às divindades, cada um em sua fé a sua vontade superior, pelas sublimes energias que iluminam nossas almas, vitalizam nossos corpos e libertam nossas essências. 

 

Agradecer também um dos presentes mais belos que possuímos que é a nossa mente, esta vasta, indecifrável e poderosa caixinha que guarda, processa, analisa, infere, imagina, inventa, reinventa e que é o escudo que nos protege contra os ataques, os descasos e os infortúnios externos, assim como é o Santo Graal de nossas coragem, de nossos entusiasmos, de nossas conquistas e de nossas liberdades.

 Em outras palavras, estimados amigos e amigas, se você acordou hoje, agradeça.

 

PS: Para citar este Pensamento:

Cargnin dos Santos, Tadany. Acordou Hoje, Agradeça.