Lidando com o Passado

46

O passado é apenas um ponto de referência que nos trouxe até onde estamos neste exato momento e, com relação as possíveis visões que temos sobre o mesmo, dois são os caminhos que normalmente seguimos. Por um lado, se a lembrança for dalgum evento fascinante, ela pode servir de fonte de inspiração para continuar em busca dos objetivos pessoais. Por outro lado, se a memória for de um episódio indesejável e obnóxio, é imperativo que a pessoa se desvencilhe do mesmo, ou seja, deixe tal passado no passado, como algo que simplesmente passou. Do contrário, os aterrorizantes fantasmas do passado continuamente assombrarão e assustarão a pessoa até a um nível que a impede de ter qualquer desejo de mudar sua percepção, ou de buscar novos horizontes.

Após este breve comentário, a pergunta que naturalmente surge é, mas como posso fazer isto?. Existem infindas possibilidades, mesmo assim, gostaria de centrar sua atenção na seguinte frase, as sobras de comida que foram atiradas no lixo ontem, não são usadas para cozinhar o delicioso alimento de hoje.

Não é verdade?. Sim isto é um fato corriquei e, além disso, por ser tão prático e tangível acredito ser uma fabulosa e inspiradora analogia para uma limpeza psico-emocional, pois ela claramente ilustra de uma maneira bem objetiva sobre como lidar com memórias limitantes, dolorosas e depreciativas, isto é, para o bem-estar emocional do presente momento, evite recorrer ao lixo pútrido do passado para encontrar ingredientes necessários para o viver presente. Evite querer mudar o que não pode ser mudado, nem a outra pessoa, nem a situação, nem suas consequências vividas noutrora. Evite ressuscitar mágoas que já não mais existem, a não ser em sua memória. Evite o que somente você pode evitar, pois ninguém mais pode fazer isto por você, isto é uma escolha individual.

Portanto, se você puder usar conscientemente esta analogia para iniciar um processo de libertação de memórias aprisionadoras e desagradáveis, você terá a capacidade de transcender qualquer crença, lembrança, condicionamento, memória ou ação vivida ou que te foi imposta e que você ainda a mantém. E, ao lograr tão sublime conquista, um novo amanhecer se abre no horizonte de tua vida repleto de raios iluminados pelos veneráveis potenciais e talentos que existem dentre de tua humanamente divina, bem-aventurada e presente alma.