Digo, Te Amo

7

Sempre que digo te amo

Também estou matando meus medos

Um amor que enfrenta minhas batalhas internas, mas sem engano

Onde ainda receoso, te confesso meus segredos

Creio que aprendi a dizer te amo

Ao ver teus olhos, tristonhos e brilhantes

Ao ouvir teu carinhoso “oi”, toda a vez que te chamo

E ao sentir teu coração, doce e pulsante

Quero sempre dizer que te amo

Mesmo que meu amor seja egoísta e carente

Pois ao dizê-lo, em essência me inflamo

E em ti eu renasço, confiante e valente.