Vacina contra gripe H1N1 começa na próxima segunda

85
Fonte: Departamento de Comunicação Prefeitura de São Borja

Em meio a todas as ações em curso de prevenção ao coronavírus, a partir desta segunda-feira (23/03), as atenções também se voltam para mais uma campanha de vacinação contra a gripe H1N1, a chamada gripe A. Os sanitaristas ressaltam, porém, que, a aplicação da dose dessa vacina não imuniza contra o coronavírus, no entanto, protege em relação à gripe e a resfriados.

Todas as ESFs (Estratégias de Saúde da Família) aplicarão as doses, assim como a Central de Vacinas no antigo Hospital São Francisco. Inicialmente serão abrangidas as pessoas a partir dos 60 anos de idade e os trabalhadores na área de Saúde.

É certo que vai ser mais demorado aplicar a vacina, este ano, na comparação com anos anteriores. Um dos motivos é que o Ministério da Saúde está determinando um registro a mais de controle sobre o prontuário de controle vacinal de cada pessoa. Por isso, em alguns locais, a Saúde Municipal alerta que poderá haver filas.

Outra advertência que está sendo feita é de que as pessoas não podem formar aglomerações nos pontos definidos como unidades de imunização. Essa recomendação decorre das ações de prevenção ao coronavírus em andamento no município.

Demais etapas

Pelo cronograma estabelecido para o município, em 9 de abril será observado Dia D de vacinação. Já em 16 de abril começa a segunda etapa da campanha de vacinação, que abrangerá professores e Forças Armadas (Exército, Bombeiros e Polícia de modo geral). Também inclui-se nesta etapa pessoas com indicação médica para a vacina, ou seja, doentes crônicos com apresentação da receita médica contendo o CID da doença.

A terceira fase terá início em 09 de maio, destinada a crianças de 6 meses a cinco anos 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), funcionários do sistema prisional e população prisional. Ainda entram nesse grupo de cobertura vacinal adultos de 55 a 59 anos. Esse grupo é uma novidade na ação contra a gripe, pois não existia e agora passou a fazer parte da campanha como grupo prioritário.

A campanha de vacinação contra a gripe é antecipada como medida que visa reforçar os níveis de imunidade na população, já antes da chegada do inverno. O Ministério da Saúde tem como meta atingir 90% de cobertura vacinal em todos os grupos prioritários. O total de vacinas previstas para São Borja é de 28.223 doses.