“Ilustre conversa” com Tiago Giordani Camícia

261
Foto: Arquivo pessoal

Com um currículo invejável e de uma personalidade das mais relevantes, o médico Tiago Camícia e digno de ser nosso convidado de hoje do Ilustre Conversa. Aliás seus conhecimentos na área são de alto quilate esclarecedores.

Deco – Qual sua formação e o que fazes na atualidade?

Tiago – Sou médico formado pela Universidade Federal de Rio Grande, Especialização em Medicina Interna (Clínica Médica), pela Universidade Federal de Pelotas e Especialista em Oncologia pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Estágio em Terapias Inovadoras e Desenvolvimento de Novas Drogas, pelo Instituto Europeu de Oncologia em Milão, Itália.

Atualmente atuo como coordenador do Centro de Oncologia do Hospital Ivan Goulart, professor do curso de medicina da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) e coordenador do internato dos alunos de Medicina da Unipampa no Hospital Ivan Goulart.

Sou professor da pós-graduação em Farmácia Hospitalar e Oncologia Clínica do Instituto Brasileiro de Pós-Graduação (IBras)

Estou cursando MBA em Gestão, Inovação e Serviços em Saúde pela Pontifícia Universidade Católica – PUCRS.

Deco – Como estão atividades do Centro de Oncologia do HIG? Quantos pacientes são atendidos?

Tiago – O Centro de Oncologia atende pacientes oncológicos desde 2005, ampliando constantemente seus serviços, com número cada vez maior de pacientes em atendimento. Atualmente mais de 90 pacientes realizam acompanhamento e infusão de medicamentos oncológicos e reumatológicos, conveniados aos planos de saúde e particulares, na instituição.

O Centro de Oncologia trabalha com equipe multiprofissional com médico oncologista, enfermeira, técnica de enfermagem, farmacêutico, nutricionista e psicóloga, para dar uma atenção integral ao paciente e familiares, prezando pelo bem estar e qualidade de vida dos pacientes.

Deco – Como anda o processo para atendimento pelo SUS?

Tiago – Antes mesmo da minha chegada em 2018, o Hospital e Secretaria Municipal de Saúde já vinham lutando pelo credenciamento SUS. Entendemos que essa é uma jornada longa, com muitos requisitos que precisam ser cumpridos, dos quais nós atendemos todos. O processo evoluiu bastante, especialmente após a importante mobilização popular com um abaixo-assinado mostrando a importância do serviço para a comunidade e região que dependem do Sistema Único de Saúde. Estamos todos aguardando ansiosamente o credenciamento oficial. Já temos toda a estrutura pronta para começar a atender imediatamente após a finalização do processo de credenciamento.

O Hospital é incansável na melhoria e expansão de serviços para atender toda a comunidade independente de ter ou não plano de saúde. Me orgulha muito poder trabalhar num local onde os profissionais e direção, além da própria comunidade, se mobilizam para expandir serviços, contratar profissionais e melhorar as condições de saúde da população da nossa cidade e da região.

Deco – Qual o trabalho primordial que o Sr. desenvolve na Onco?

Tiago – Minha atuação primordial hoje na Oncologia é o atendimento médico de pacientes com doenças oncológicas, visando oferecer o que há de mais moderno em relação às terapias oncológicas, aliado às melhores práticas desenvolvidas no país e no mundo, seguindo as diretrizes de tratamento oncológico nacionais e internacionais.

Em oncologia, hoje, o que é realizado em qualquer local do país, em se tratando de quimioterapia, imunoterapia e terapia-alvo, pode ser realizado em São Borja da mesma maneira. Nosso objetivo é tratar o paciente com a medicação mais eficaz, com menores efeitos colaterais possíveis, para que o paciente siga levando sua vida o mais normal possível, preservando sua autonomia, e individualidade, aliado a todo um trabalho multiprofissional que envolve enfermagem, farmacêutico, nutricionista, psicóloga, fisioterapeuta, médicos cirurgiões das mais diversas especialidades que temos na cidade, além de excelente serviço de radiologia que nos auxilia no acompanhamento da doença.

Deco – O Sr. se mantem atualizado sobre a cancerologia mesmo em pandemia?

Tiago – A atualização em oncologia é constante. Nos últimos anos, diversos novos medicamentos foram incorporados para uso no Brasil ampliando o arsenal terapêutico em oncologia. Mensalmente temos novas drogas, mais eficazes, com menos efeitos colaterais sendo disponibilizadas. A atualização segue o mesmo ritmo de antes da pandemia, dessa vez muito mais on-line. Recentemente tivemos o maior congresso de oncologia do mundo, realizado de forma virtual, onde participei, aqui de São Borja mesmo.

Sigo constantemente em contato e participando de eventos realizados com o grupo de Oncologia do Aparelho Digestivo do Hospital Moinhos de Vento, dos eventos do Grupo Cooperativo de Oncologia da América Latina e Grupo Brasileiro de Oncologia Torácica, além de eventos específicos em Oncologia Mamária e Ginecológica, que acontecem anualmente.