SMEd faz adesão a programas de apoio do Ministério de Educação

11
Foto: Reprodução/Internet

Em São Borja, a Secretaria Municipal de Educação (SMEd) formalizou adesão a dois  programas de apoio pedagógico oferecidos pelo Ministério de Educação (MEC). Um deles é o programa ‘Tempo de Aprender’, que tem como objetivo auxiliar no processo de alfabetização das crianças. Outro programa é o ‘Aprender Valor’, voltado à educação financeira dos estudantes em todas as etapas do Ensino Fundamental.

Por meio do programa Tempo de Aprender é oferecido auxílio principalmente à alfabetização das crianças da pré-escola e do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental das escolas municipais. Para tanto, foi instituído o Plano de Atendimento do Sistema de Gestão da Alfabetização (SisAlfa). O Ministério da Educação, oferece ferramenta e  ambiente de fácil navegabilidade, de modo que o usuário tenha um meios tecnológicos seguros e ágeis em todo o processo de alfabetização.

Pelo sistema, os diretores das escolas do 1º e 2º ano do Ensino Fundamental habilitam-se a receber recursos financeiros do Plano de Atendimento por meio do PDDE Alfabetização. Isso permite contratar auxiliar para o professor alfabetizador, para que o desempenho das crianças tenha melhor resultado.

A iniciativa permite implementar o Sistema Online de Recursos para Alfabetização (Sora) e a Formação para Gestores Educacionais da Alfabetização. Os dois projetos integram os eixos 1 e 2 do programa Tempo de Aprender, que preveem, além de apoio pedagógico e gerencial para a alfabetização, também a formação continuada de profissionais da alfabetização. São Borja espera orientações do MEC para definir quais as escolas serão abrangidas.

O prefeito Eduardo Bonotto destaca que o “Tempo de Aprender” é um programa cujo propósito é enfrentar as principais causas das deficiências da alfabetização. ““Esse programa vem ajudar muito o professor em sala de aula para que se tenha uma alfabetização de qualidade. Com isso, nós esperamos que através das ações do programa, possamos fortalecer o processo de alfabetização dos estudantes do nosso município”, afirma o prefeito.

Aprender Valor

Já o programa Aprender Valor é uma iniciativa do Banco Central do Brasil, visando estimular o desenvolvimento de competências e habilidades de Educação Financeira e Educação para o Consumo.

“Tratar sobre Educação Financeira no contexto escolar é uma urgência social, tendo em vista os impactos, na vida individual e coletiva, no presente e no futuro”, segundo ressalta o secretário municipal de Educação, João Carlos Reolon.

A ideia é levar o tema para dentro das salas de aula, associando à demanda contemporânea de promoção do letramento financeiro na escolarização de nível básico.

A inserção da Educação Financeira e da Educação para o Consumo nos currículos escolares também é contemplada como proposta pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Com a ação, a meta é auxiliar na educação das crianças e adolescentes em relação ao consumo consciente no mundo atual. Além disso, é meta o aprendizado para uso adequado dos recursos financeiros como exercício de cidadania.

O tema será trabalhado em disciplinas como Matemática, Língua Portuguesa e Ciências Humanas. Os conteúdos serão ministrados de acordo com a etapa em andamento no Ensino Fundamental. O Banco Central do Brasil oferece vários instrumentos pedagógicos de apoio, online e offline como suporte aos professores, inclusive capacitações à distância.

Texto: DECOM PMSB