Plano de contingência executado pelo Asilo São Vicente de Paula tem resultados positivo contra o Covid-19

101
Fonte: Camila Beque

A casa que hoje abriga em torno de 70 idosos, de faixa etária entre 60 e 100 anos, teve que adotar medidas para garantir ainda mais a segurança para seus residentes nesse momento crítico. Desde março a foram adotadas medidas rigorosas para impedir a chegada do vírus, durante o primeiro mês foram feitas escalas entre os funcionários. E desde então as visitas e atividades feitas por voluntários foram canceladas.

Para os idosos a falta dessas visitas e das atividades são sentidas, mas que através de muito diálogo com os funcionários eles entendem a proporção e o perigo desse vírus para eles, conta a assistente social Carine Fagundes. E muitos deles assistem o noticiário, que os mantém a par de toda situação no mundo. Para diminuir um pouco da falta que a família faz, eles podem vê-los através do portão, tomando os devidos cuidados, com a distância necessária e com o uso de máscaras, e sem toque.

Durante todos esses meses, nenhum caso de coronavírus foi testado. E que o cuidado com o vírus teve resultado com outros problemas, esse ano também a casa não teve nenhum idoso com pneumonia. Para os que apresentam possíveis sintomas, já são levados a um quarto de isolamento, onde fica restrito do contato com os demais residentes, até a confirmação. Os funcionários que apresentarem sintomas de síndrome gripal também recebem afastamento de no mínimo 14 dias.

A manutenção do local com a limpeza frequente, o cuidado tomado pelos funcionários dentro e fora do Asilo, o impedimento dos idosos que tinham liberdade para sair está dando resultado, a segurança é a única forma de manter o vírus longe do principal grupo de risco.