A NATUREZA E NÓS

387

 

Nesse domingo bonito, recordava de um show do Bon Jovi, no Parque da Bela Vista, em Lisboa, em que o Jon Bon Jovi parou, de repente, no meio do palco e começou a bater palmas, pausadamente.

Em seguida falou: “Cada vez que bato palmas, morre uma criança de fome no mundo!”. Aí um portuga gritou, lá no fundo: “Então pára de bater palmas, ó pá!”.

Muitas vezes, a nossa maneira de entender algumas coisas nos obriga a calar, para não atrairmos a ira de gente séria, que está aí para salvar a humanidade.

Há anos, levei uma ralhada de uma moça que não gostou de eu ter falado sobre a Ana Paula, a menina presa na Russia por se dependurar no mastro de um navio, no Ártico, num protesto contra a exploração de petróleo não-sei-onde.

Mas eu só falei que ela poderia fazer rapel em algum barco aqui em Tramandaí, que nunca seria presa e ainda teria fotos nas capas dos jornais da aldeia, só isso.

Fui chamado de insensível às causas humanitárias e porco capitalista desalmado, e que a mocinha está lutando por um mundo melhor para os nossos filhos.

Eu acho que sou da época em que as coisas eram feitas por convicção, sem a necessidade da pirotecnia e dos holofotes. Não lembro de ter visto ou ouvido o bom e velho José Lutzemberger – Prêmio Nobel Alternativo, sabiam? – se amarrar no alto da chaminé do Gasômetro para salvar a natureza, não lembro mesmo!

Acredito que faço mais por um mundo melhor e para os nossos filhos se ajudar, de alguma forma, o Asilo Padre Cacique ou uma das APAEs que estão em ruínas por esse país afora. Não precisa ir ao Ártico para contribuir com o planeta, eu penso. Talvez eu esteja apenas ficando velho e implicante, quem sabe?

Mas também, que raio de mania que as criaturas tem de te envolverem nas escolhas delas! De uma hora pra outra todo o mundo resolveu me representar. Agora experimenta pedir pra alguém me representar no batizado do filho do vizinho da minha tia ou no velório do finadinho Adamastor – tão bom que era – vê se algum voluntário se apresenta, claro que não, né?

Mas curto muito produtos naturais, livres de Gamexame e agrotóxicos, como a Rosana Jatobá e a Camila Pitanga. A Claudia Leite nem pensar, deve ter soda cáustica, água oxigenada e sabe Deus o que mais!