Ilustre Conversa com o Neurologista André Bacelo

190
Foto: Popô

André Terra Bacelo é o convidado de Ilustre Conversa. O tema em foco é a covid-19 e sua influencia sobre o sistema neurológico pós-doença.

Deco – Quais são as fases de infecção do Coronavírus no ser humano?

Dr Bacelo – Cada paciente apresenta fases diferentes quando infectado pelo coronavírus. A fase 1 são os praticamente assintomáticos ou com sintomas leves, que são na grande maioria. Já nas fases seqüentes , ocorrem sintomas respiratórios associados a processo inflamatório, necessitando muitas vezes de internação e suplementação de oxigênio, além de medicações especificas.

Deco – A covid-19 realmente pode trazer doenças neurológicas ao paciente?

Dr Bacelo – Sim os pacientes podem apresentar doenças neurológicas através de duas maneiras: por disseminação hematogênica (corrente sanguinea) ou então diretamente – infecção do vírus dentro do tecido cerebral ocasionando o que chamamos de encefalites.

Deco – Quais são os principais problemas nesse caso?

Dr Bacelo – Os problemas são diversos. Cada paciente pode ter distúrbios leves ou graves. Os que apresentam fenômenos tromboembólicos podem, por exemplo, ter quadros de acidente vascular cerebral. Já os pacientes que sofrem a infecção direta pelo vírus podem ter um quadro de encefalite, que também é muito grave.
Os que têm quadros leves podem apresentar sintomas durante a infecção ou também no pós-covid, sendo os mais frequentes a dor de cabeça (cefaléia), tonturas, sintomas parestesicos (de formigamento) ou mais comuns, como por exemplo, a perda total do olfato (cheiro) e do paladar.

Deco – Existe tratamento adequado para esses casos? Quais outros maneiras do cérebro ser atingido?

Dr Bacelo – Sim cada caso tem seu tratamento específico. Então o importante é detectarmos o que está acontecendo com o paciente e a partir do momento que ele tem o problema neurológico tratar prontamente este distúrbio com medicamentos específicos para cada doença.

Deco – Pode haver ou já está havendo uma pandemia de doenças neurológicas pós-covid?

Dr Bacelo – Sim. E o que está sendo observado através dos trabalhos científicos é que essa pandemia ainda não terminou; que ela vai continuar principalmente no pós-covid, onde muitos pacientes apresentarão sintomatologia neurológica, inclusive semanas após a infecção.

Deco – Quais suas recomendações?

Dr Bacelo – A recomendação principal é a prevenção. Primeiramente evitar – conforme os protocolos já existentes – a contaminação pelo coronavírus. Em segundo lugar, quando infectado, observar e monitorar distúrbios neurológicos que possam estar associados a doença concomitante. Prontamente visualizados estes distúrbios, procurar o especialista para avaliação – determinação das moléstias e seu ideal tratamento.