Uma Sublime Conexão

7

Existe uma sublime conexão que enriquece nossa jornada humana. Ela é intensa, profunda e honesta. Ela não precisa de influência externas para manifestar-se. Mas ela definitivamente necessita de vontade individual para que seus portais abram e seus raios se entrelacem. Ela é a integração entre o indivíduo e sua alma, um relacionamento que quando casado, transforma a caminhada individual, mas que quando desconectado, gera infindos e intensos conflitos no quotidiano pessoal.

Em realidade, o dia-a-dia humano, com todos os seus estímulos e entretenimentos externos, faz com que a gente tenha uma caminhada de fora para dentro, sempre sendo guiado por estímulos externos, os quais frequentemente estão em discordância com as necessidades evolutivas do espírito e, como consequência, muitos de nós caminhamos por todo o trajeto de uma existência sem adentrar no mágico portal que leva à plenitude da conexão com a própria essência.

No entanto, quando estivermos ciente desta inalienável realidade, temos a possibilidade de reorientar o vetor de nossas caminhadas numa direção “de dentro para fora” e, ao navegar no fantástico oceano da riqueza anímica, temos a possibilidade de, mais e mais, entrar em contato com a abundância e a história de nossas almas e, ao fazê-lo, o portal de histórias já vividas, de experiências já saboreadas, de necessidades já satisfeitas, de conhecimentos já aprendidos e de anseios que devem ser preenchidos abrem-se naturalmente dando espaço para que o indivíduo, agora desapegado de sua limitada visão do eu desta única caminhada, consiga transcender suas percepções, suas aspirações e suas sensações existenciais para adentrar no fascinante, estimulante e primordial mundo da unidade, da plenitude e da liberdade de sua integral existência, onde o eu e a alma são a fundamental manifestação da divina consciência.