Três Perguntas

234
Foto: Arquivo pessoal

O advogado João Carlos Cembranel, produtor executivo concluiu os set de filmagens do filme Sirius, que é essencialmente são-borjense. A obra vai participar do Festival de Cinema de Gramado e outros do país. É um longa-metragem dos mais movimentados com a maioria dos atores sendo são-borjenses.

Deco – O que levou a produção de um filme?

João Carlos – Minha filha. Estava em casa pensando em como eu poderia, como pai, ajudar minha filha quando ela se formasse em Artes Cênicas, já que seu objetivo era ser atriz. Aí pensei: “Vou fazer um filme para quando ela se formar ela ter um longa para poder mostrar seu potencial e apresentar no seu currículo”. E com a graça de Deus fizemos, eu e todas as pessoas que ajudaram no projeto.

Deco – Qual o conteúdo?

João Carlos – É um drama. Se passa entre o lançamento da Apolo 11 e a chegada a Lua, ou seja, em uma semana. Retrata o relacionamento de uma jovem normalista de férias em Nhu-porã e um misterioso morador da vila.

Deco – O que você espera dessa obra genuinamente local?

João Carlos – Espero que (1) sirva de alavanca profissional à minha filha Bárbara, (2) que a mensagem do filme seja transmitida e bem recebida, porque é uma mensagem muito forte, e (3) que milhares de pessoas assistam.