Talentoso

54

William de Quevedo Arce conseguiu muito bem conciliar suas aulas no curso de Direito, na Universidade, em Florianópolis, com a pintura, depois de deixar São Borja e se transferir para lá.

Muito bem conectado com o mundo, define sua arte como a percepção de ideias, na elaboração daquilo que brota da sua inspiração, expressando sentimentos com pinturas abstratas, ou cores vivas.

De São Borja ele só tem boas lembranças e o culto à sua origem e tradição. William há pouco tempo esteve em Denver, no Colorado, viagem que considerou marcante em suas novas experiências de vida.