São Borja prepara retomada gradual de atividades nas escolas municipais

511
Fonte: DECOM/ Prefeitura de São Borja

A Secretaria Municipal de Educação (SMEd) promoveu reunião, na terça-feira (02/06), com as equipes diretivas das 19 Escolas de Ensino Fundamental de São Borja, visando debater e orientar sobre a retomada gradual de atividades. Em função de todas as ações de prevenção à pandemia da Covid-19 e de decreto de calamidade pública em saúde no município, as aulas presenciais estão suspensas desde 18 de março. A partir daí, contudo, os estudantes não deixaram de receber assistência pedagógica. O secretário de Educação, João Carlos Reolon, informa que ainda não tem data definida para o retorno das aulas presenciais, mas ressalta que isso será anunciado no momento oportuno.

Ao longo deste mês de junho, os estudantes seguirão recebendo atividades pedagógicas através dos professores e equipes de apoio, a exemplo do que já ocorreu em abril e maio. A orientação é para que os vínculos com as escolas sejam mantidos. Existe consenso entre todas as esferas de gestão da Educação Básica no País de que as aulas ministradas à distância serão validadas, computando para o ano letivo.

O secretário Reolon ressalta que uma relevante questão a ser resolvida diz respeito ao serviço de transporte escolar. Uma das possibilidades é dividir os estudantes em dois grandes grupos e que teriam aulas em dias alternados, de modo a evitar aglomerações.

Precauções estão sendo adotadas

Na segunda-feira (1º/06), através de videoconferência, os secretários de Educação dos 13 municípios da Fronteira Oeste promoveram encontro de troca de informações e, na medida do possível, de uniformização de procedimentos. Também participou o promotor Diego Correa de Barros, do Ministério Público Estadual, ligado à área educacional e atuando em Uruguaiana. O colegiado de secretários integra a seccional estadual da União Nacional de Dirigentes de Educação Municipal. Esse encontro foi apenas um, de uma longa série de preparação das escolas e dos trabalhadores em Educação para a volta às aulas, no período pós-pandemia, com todos os protocolos de segurança.

Em maio, os professores e funcionários das 30 escolas da rede municipal – de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos – receberam capacitação. Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e do Hospital Ivan Goulart, sob coordenação da diretora da instituição, Fernanda Bonotto, orientaram sobre os diversos protocolos de segurança que, a partir de agora, terão de ser seguidos.

Existe uma unanimidade no sentido de que tudo será diferente e sob cuidados redobrados devido ao Coronavírus. A utilização dos espaços escolares, as entradas e saídas, os recreios, a rotina nos refeitórios e até mesmo a utilização das salas de aula, tudo precisará cuidados redobrados.

Algumas ações estratégicas de prevenção já são preparadas. Como exemplos foram produzidos tapetes para colocação na entrada das escolas, visando à desinfecção dos pés e à diminuição dos riscos de contágio pelo vírus. Do mesmo modo, milhares de máscaras serão distribuídas aos estudantes, professores e servidores nas escolas. Outros Equipamentos de Proteção Individuais – EPIs, são preparados, inclusive com o apoio de voluntários. Pias e álcool em gel, para higienização, também serão disponibilizados.

Em cada escola também vai ser montado um grupo de trabalho especificamente para monitorar as ações relativas à prevenção e ao enfrentamento à Covid-19. Esse núcleo executivo será integrado pela equipe diretiva da escola e também pela representação do Círculos de Pais e Mestres. Uma das tarefas será identificar e acompanhar a rotina de todos as pessoas que se enquadram nos grupos de risco. A orientação é que esses segmentos recebam atenção especial de proteção prioritária.