Princesinha

1

Estava sentado na estrada da imaginação
Despreocupado com o quotidiano
Nada parecia mudar tamanha inanição
Até que você apareceu no meu plano

Entrastes de mansinho e sem intenção
Depois foi espalhando sementes feito um beija-flor
Nunca pensando onde terminaria a canção
Onde tua presença culminava com esplendor

Estacionastes o veículo do amor
Dentro de minha alma e coração
Navegamos ávidos na linha de baixo do Equador
Atravessamos os portais desta dimensão

Exploramos lugares inimagináveis
De nossos seres, do universo e da vida
Na ânsia de descobrirmos idéias maleáveis
Argumentamos sobre a incerteza da certeza definida

Extenuamos os caminhos da história
Desvendamos os mistérios do prazer
Nutrimos a virtude, a liberdade e a glória
Amamos as plantas, os animais e o amanhecer

Estendemos o nirvana de um porvir
Docemente até o momento da partida
Novos caminhos tivemos que seguir
Até que uma nova encruzilhada nos encontre nesta vida

Enquanto isto, que a tua estrela vibrante
Distribua os admiráveis valores do teu ser
Notável princesinha de amor contagiante
Aqui te espero para um novo entardecer.