Na pandemia, SMEd anuncia ações assinalando a Semana da Pátria

18

A pandemia da Covid-19 que, neste ano, muda o ritmo e o formato de praticamente todas as atividades, em São Borja também terá repercussões em relação à programação da Semana da Pátria. A Secretaria Municipal de Educação (SMEd), responsável pela coordenação das atividades, informa que serão desenvolvidas ações simbólicas para marcar a festa cívica, mas observando todos os protocolos de distanciamento social. O evento inicial, o Festival de Bandas Escolares, já teve de ser cancelado em 2020, como medida de precaução. O secretário João Carlos Reolon ressalta que, pela sua importância, a data não poderá passará em branco.

No período que corresponde à Semana da Pátria, de 1º a 7 de setembro, vídeos serão publicados na internet, através das redes sociais da Prefeitura, com reflexões sobre os 198 anos de independência política do Brasil e o futuro da nação. Uma das publicações serão da Secretaria Municipal de Educação, destacando o significado da Semana da Pátria e a importância do exercício cívico a cada brasileiro. A ideia é que, vencido o período colonial, a tarefa, agora, é seguir construindo a independência em todos os seus aspectos.

Já a veiculação de vídeo pelo Conselho Municipal de Educação (CMD) será sobre os Símbolos Nacionais. Uma das finalidades é detalhar informações sobre a origem e o que representa cada um dos símbolos. O Conselho ainda trabalhará em torno da necessidade de que cada brasileiro respeite os símbolos, como instrumentos representativos da nossa identidade nacional.

Por seu turno, a 35ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) abordará na sua mensagem a participação da FEB (Forças Expedicionária Brasileira) na II Guerra Mundial. Será mostrada a contribuição decisiva da participação brasileira no conflito, em território italiano, materializando na prática o amor cívico pela liberdade e pela pátria. A intenção é ressaltar que engajamentos deste tipo enaltecem nosso patriotismo, nosso sentimento verde-amarelo.

Nas escolas

Como não haverá desfiles na Semana da Pátria e nenhuma outra atividades pública, o Departamento Pedagógico da SMEd propõe que a data seja trabalhada intensamente nas escolas. O tema será analisado e pesquisado do mesmo modo que professores, já há alguns meses, coordenam atividades não presenciais aos alunos. A Secretaria de Educação fornecerá subsídios e espera que, somente na rede municipal, 4,8 mil estudantes sejam abrangidos.

A sugestão é que docentes e educandos trabalhem em torno do sentido da Semana da Pátria na construção do civismo e da cidadania. Outro tema proposto diz respeito às datas comemorativas, ao longo do ano, e o que elas têm a dizer. Análise sobre valores e conceitos como patriotismo, civismo, nativismo, pátria, povo, nação e território é outro exemplo de ação pedagógica.

É sugestão, ainda, estudar e detalhar a estrutura político-administrativa do Brasil como uma federação. A ideia é que os alunos possam compreender a estrutura formada por União, Estados e Municípios. A importância do voto e da escolha de representantes também integra a lista de sugestões, assim como a estruturação do país em três poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário.