“Ilustre Conversa” com Kati Lima

107
Foto: Arquivo pessoal

O Nosso encontro de hoje gira em torno da socialite Kati Lima, figura conhecidíssima da sociedade local e estadual e com grande desenvoltura nos meios sociais e culturais por onde transita. Ela na atualidade é Diretora Social do Clube Comercial e também está engajada nos projetos de ressurgimento da entidade. Caberá a ela com a diretoria após a pandemia, organizar um calendário social dos mais atraentes e diversificados para a família comercialina.

Deco – O que você pretende socialmente para o Clube Comercial?

Kati Lima – Resgatar o associado, proporcionando, encontros, reuniões entre amigos. O famoso chá da tarde para senhoras. Desfiles de moda, coquetéis e reuniões. Além de inesquecíveis bailes de outrora, que atingirá todas as idades.

Deco – Você acredita que pós pandemia haverá uma renovação em nossas atividades que envolvam a sociedade?

Kati Lima – Certamente haverá uma renovação, estamos vivendo um período de perdas e tristezas com a pandemia. Pós esse processo será uma valorização imensa a vida. Por que a arte sempre foi e será o antídoto contra o estresse.

Deco – Apesar de tudo você acredita que São Borja, voltará a ter suas grandes festas?

Kati Lima – Acredito sim, no retorno ao glamour. A diretoria atual possui um compromisso emocional em relação ao associado para lhe proporcionar encontros descontraídos, sempre ao belo som musical, porque a música se conecta rapidamente com o nossos consciente.

Deco – Como você vê hoje o Clube Comercial?

Kati Lima – O Clube Comercial na atualidade luta para se requer com uma diretoria que tem um diferencial marcante união e transparência.

Deco – A participação sócio no momento para ajudar o Clube, como você analisa?

Kati Lima – Estamos mantendo o Clube com a venda de galeto e risoto. Através do Projeto Fênix, o sócio remido contribui como benfeitor prata ou ouro, colaborando com parcelas durante doze meses. Estamos reconstruindo uma história.

Deco – Sua mensagem como diretora social?

Kati Lima – Meu agradecimento a diretoria em especial ao casal presidente Estela e Saleh Alawy que me convidaram a fazer parte desse trabalho lindo de resgate do Clube Comercial. Agradecimento aos sócios remidos, por acreditar em nosso trabalho. “Forte não é ser imune à luta, mas seguir adiante, até alcançar a vitória”. O nosso clube é um amor que transcende.