Falando em Cultura

52

Personalidade das mais qualificadas do mundo cultural gaúcho, Fernando Odone’ll mostra-se pouco otimista quanto o desenvolvimento cultural no país, observando que “existe para a pandemia e a cultura uma Lei Geral de auto blindagem, não existindo troca, se criando uma falsa reciprocidade que nos leva à desconstrução estrutural do setor, tornando-se inerte e inoperante, pois por parte do poder público não existe uma visão de Estado”. Para ele, a Pandemia nos tirou o futuro: “não se sabe o que será o amanhã”. E diz mais: “o país está carente de grandes pensadores, não existem mais estruturas mentais capazes de verem o conjunto das coisas. Atualmente vivemos um estágio que tudo é raso e baixo, não se conhece mais nem nossa própria gramática”.