Confirmada antecipação da campanha de vacinação contra a Gripe H1N1

116

O Ministério de Saúde está antecipando a realização, este ano, da campanha de vacinação contra o vírus H1N1 – a gripe A. Pelo menos nos três estados do Sul – Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, em função das condições climáticas -, a aplicação de doses preventivas começará em 23 de março e a previsão é que o período se estenda até 22 de maio, com Dia D em 9 de maio. Em São Borja, as ações são coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde. O principal objetivo é reduzir as internações hospitalares e mortalidade decorrente do vírus Influenza.

A campanha será desenvolvida em etapas, segundo grupos prioritários. Na primeira, que inicia em 23 de março, serão abrangidos os idosos a partir dos 60 anos de idade e trabalhadores na área de saúde.

Em 16 de abril começa a segunda etapa da campanha de vacinação que abrangerá professores, Forças Armadas (Exército, Bombeiros e Polícia de modo geral). Inclui-se nesta etapa pessoas com indicação médica para a vacina, ou seja, doentes crônicos com apresentação da receita médica contendo o CID da doença.

A terceira fase terá início em 09 de maio, destinada a crianças de 6 meses a cinco anos 11meses e 29 dias, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), funcionários do sistema prisional e população prisional. Ainda entram nesse grupo de cobertura vacinal adultos de 55 a 59 anos. Esse grupo é uma novidade na ação contra a gripe, pois não existia e agora passou a fazer parte da campanha como grupo prioritário.

A campanha de vacinação contra a gripe é antecipada como medida que visa reforçar os níveis de imunidade na população, já antes da chegada do inverno. O Ministério da Saúde tem como meta atingir 90% de cobertura vacinal em todos os grupos prioritários.

A Secretaria Municipal da Saúde informa ainda que, por determinação do Ministério da Saúde, é obrigatório realizar o registro no sistema informatizado de vacinas E-SUS, de cada paciente no qual for aplicada a vacina contra a gripe. Com isso, o serviço será um pouco mais demorado. Assim, a SMS pede paciência e colaboração da comunidade.

Além disso, é preciso evitar aglomeração dentro das unidades de saúde, por isso, a secretaria está organizando uma maneira das pessoas entrarem somente para fazer a vacina, sem permanecer muito tempo dentro do ambiente fechado. Todas as medidas estão sendo pensadas para agilizar ao máximo o processo. A SMS também informa antecipadamente que na Central de Vacinas o atendimento será feito através de fila única. O Município de São Borja receberá em torno de 28.223 doses da vacina contra a gripe.