Começou a vacinação contra a febre aftosa em São Borja

719

Começou na segunda-feira (1°) a campanha de vacinação contra a febre aftosa no Rio Grande do Sul. A expectativa é imunizar 13,8 milhões animais, entre gados e búfalos, em cerca de 330 mil propriedades rurais no estado.

A campanha segue até o dia 31 de maio e a imunização é obrigatória. Após a imunização, o produtor ainda precisa realizar a comprovação na Inspetoria de Defesa Agropecuária, dentro dos prazos legais, apresentando a nota fiscal da compra e declarando o rebanho vacinado, por categoria e sexo.

Em São Borja, segundo o fiscal agropecuário Alcides Koslowski, deverão ser imunizados cerca de 190 mil animais. Ele também alerta que além de realizar a comprovação da vacinação, os criadores ainda precisarão entregar a Declaração Anual do Rebanho.

Assim como no ano passado, não serão distribuídas gratuitamente vacinas aos criadores incluídos no Pronaf, Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar. Koslowski confirma ainda que a fiscalização será ampliada neste ano.

Como o objetivo é retirar a obrigatoriedade da vacinação contra aftosa até 2021, o fiscal agropecuário destaca que ações serão ampliadas a partir desde ano.