Trabalhadores rurais continuam mobilizados contra as reformas pretendidas pelo governo federal

38

Até sexta-feira, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais em São Borja, Vanderli Almeida, participa de reuniões de trabalho na Federação dos Trabalhadores Rurais Assalariados – Fetar, em Porto Alegre.

O principal item da pauta é a entrada em vigor, a partir de sábado, das regras da reforma trabalhista no país. Vanderli, que é dirigente da Fetar, não vê vantagens na reforma trabalhista, projetando com pessimismo o futuro da organização de trabalho e sindical.

Uma das preocupações é com o fim da contribuição sindical e a dificuldade de manutenção dos sindicatos. No caso de São Borja, são mais de 1.600 trabalhadores rurais cadastrados, mas são poucos que contribuem para o sindicato.