Projeções econômicas positivas animam empresários de São Borja

105

O ano de 2019, para a maioria dos brasileiros, chega com otimismo. Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aponta que 72% estão otimistas com a realidade econômica do País, mesmo percentual para os que acreditam que sua vida financeira será melhor.

O presidente da ACISB, Wolmi Oliveira, diz que aos poucos esse “otimismo” deve gerar reflexos nas comercializações. Explica que ano passado muitas pessoas conseguiram tirar seus nomes dos cadastrados de inadimplentes, pelo menos, encaminhando negociações de dívidas.

A apuração revela também as principais metas estabelecidas para este ano, que são juntar dinheiro, para 51%, e sair do vermelho, citada por 37%. “Esses dados confirmam que aos poucos as pessoas realmente estarão com os créditos acessíveis no comércio. Podemos projetar um 2019 positivo”, fala Oliveira.

Ano passado

Se 2019 começa com expectativas positivas para a economia e a vida financeira dos brasileiros, o ano que passou não deixou lembranças tão boas: para 40% dos entrevistados, a economia piorou em 2018 se comparada a 2017. Em contrapartida, para 38% não piorou ou melhorou, enquanto 19% acreditam que melhorou.

As experiências financeiras mais vivenciadas no ano passado foram: abrir mão de muitas coisas que consumiam (41%) e não conseguir pagar as contas em dia (34%). Além disso, 30% ficaram desempregados e relataram muitos meses com as contas no vermelho.

Em contrapartida, não só de lamentações foi marcado o ano de 2018. A pesquisa aponta que 61% conseguiram colocar em prática pelo menos um projeto que tinham para 2018.

As principais metas cumpridas citadas foram: cuidar da saúde (22%), pagar dívidas atrasadas (15%), fazer reserva financeira (15%), comprar ou reformar a casa (12%), fazer tratamento odontológico (10%) e realizar uma grande viagem (9%).