Programação do “Maio Amarelo” colocou o tema trânsito em discussão na cidade

127

O mês passado foi de muitas atividades em São Borja com a realização do “Maio Amarelo”. Ao longo das quatro semanas palestras, ações educacionais, atividades especiais e momentos de lazer com educação foram desenvolvidos pelo CFC Fronteira, junto de seus apoiadores.

O diretor de ensino do CFC Fronteira, Lindolfo Hardt, destaca que o objetivo principal da programação foi atingido. “Conseguimos levar o tema trânsito para escolas, universidades, empresas e comunidade em geral. Esses dias foram muito intensos e estamos felizes por conseguir colocar em debate informações extremante importantes”, fala Hardt.

Dois momentos muito especiais foram as palestras com o Psicólogo Perito em Trânsito, Tecnólogo em Segurança no Trânsito, Especialista em Gestão de Trânsito, Pós-graduado em Direito de Trânsito – Eduardo Cadore, e também com o representante do “Maio Amarelo” no RS, Fabio Mello, que é policial militar, vistoriador veicular, instrutor e multiplicador de educação para o trânsito, atua na cidade de Porto Alegre e possui vasta experiência nas operações da Balada Segura.

O CFC Fronteira foi inclusive convidado por Fabio Mello para apresentar em Brasília as ações que são desenvolvidas em São Borja sobre a temática trânsito. “O Maio Amarelo é um momento muito especial, mas nosso foco é o ano todo. Queremos estar sempre perto da comunidade, colaborando de várias formas”, disse Hardt.

E as ações não param por aí. Nos próximos meses novas atividades serão realizadas no município, com o objetivo de educar e conscientizar sobre o trânsito. Foram apoiadores do CFC Fronteira na realização do “Maio Amarelo” a Secretaria Municipal de Trânsito e Segurança; DECOM, 2º RC Mec, Brigada Militar; SAMU; CFC Via Oeste; Rota Sistemas de Segurança; Sirtec; EMEI Recanto da Alegria I e II; Sesc, Senac, Instituto Federal Farroupilha e Polícia Rodoviária Federal.