OVERPOSTING, SIM OU NÃO?

267

Para começar, vamos entender o que é overposting. O conceito também é conhecido como oversharing, que é a junção de duas palavras em inglês: “over”, que significa “excesso”, e “sharing”, que pode ser traduzido como “compartilhamento”. Portanto, overposting é quando a pessoa ou empresa não sabe a hora de parar de postar.

Somos bombardeados de informações durante todo o dia. E esse fluxo de conteúdo que chega por diferentes meios, como TV, jornais e internet é cada vez maior. Nas redes sociais não é diferente. Pesquisas na área de comunicação apontam que grande parte do público não gosta de encontrar no seu feed de notícias, seja no Facebook ou Instagram, apenas publicações de determinada pessoa ou empresa. Afinal, o consumidor quer e precisa saber um pouco de tudo. Se alguém fizer overposting será apenas mais do mesmo e o conteúdo fica banalizado.

Diversas marcas disputam a presença no feed dos consumidores nas redes sociais. Porém, existem várias formas de chamar atenção sem precisar fazer overposting. Publicações pagas, enquetes, uso de recursos como vídeo ou transmissão ao vivo são apenas alguns exemplos de que um post bem feito vale mais do que várias publicações sequenciais.

Ao contrário do que alguns pensam a quantidade de posts em um dia não gera mais engajamento, muito menos conversão em venda. O overposting, além de poluir o feed do usuário, vai dividir os likes. Afinal, você ainda acredita que uma pessoa vai curtir quatro publicações da mesma empresa de uma só vez? É muito mais provável que você perca seguidores fazendo isso, pois é uma forma invasiva de se fazer presente.

Por isso, eu volto a falar de planejamento. Se você não entende perfeitamente a dinâmica de cada mídia, busque profissionais que possam auxiliar a estabelecer um cronograma de postagens. Para conquistar a atenção do consumidor é importante que esse planejamento contemple as peculiaridades do segmento em que seu negócio está inserido, seus objetivos, tipo de público que pretende atingir, entre outros fatores. Mas em especial, é imprescindível compreender o funcionamento de cada plataforma, a durabilidade das publicações em cada uma delas e qual horário mais adequado para cada tipo de ação.

COMPARTILHE
Artigo anteriorPara a memória
Próximo artigoSempre atuando