O Cesb onde comecei

1092

Com muita frequência passo pelo CESB, ali na Rua Engenheiro Manoel Luiz Fagundes, onde fui estudar quando era prédio construído, no inicio da década de 60. E muitas vezes quando ando na companhia de Roberta, comento em tom de brincadeira mesclada com ar de tristeza e saudosismos, olhando para seu prédio:

-Foi aqui que comecei a gostar de estudar. Outras vezes comento com ela:
-Foi aqui que comecei a gostar de ler.
Noutras:
-Foi aqui que comecei a gostar de escrever.
Outro dia revendo uma foto desbotada, tirada em frente ao CESB, num dia de aniversário do diretor, o então saudoso professor Aquino, onde estão Natanael, Germano paz, Dino Andrade, João Emir Fenner, comentei:
-Foi ali que aprendi a me divertir.
De tanto que falo que a Roberta já sabe de cor que foi no CESB que comecei tudo: ler, escrever, estudar, divertir e namorar…
-São um suspiro, bons tempos.

Hoje há mais de cinquenta anos, olho para as paredes envelhecidas, mas conservadas no seu prédio, vidros intactos, partes amplas, e não se pode deixar de recordar quantos belos momentos ali tivemos, momentos de prazer e algazarras de alegrias e tristezas, recordo das salas de aula,das escadarias, do Grêmio estudantil, do barzinho do pastel feito na hora, da delicia do sonho recheado bem quentinho. Como não lembrar das aulas de Geografia do professor Lindolfo, da Matemática do professor Bendito Felix, das aulas de canto da professora Consuelo, do Inglês da professora Natércia, que estupendo grupo de professores. Lembro das rodas de altos papos filosóficos, tudo acontecia ali, até estudo sério, cheio de otimismo, animados pela aspiração de final de adolescência, na escolha de um rumo de vida, incerto até então, tudo isso enriquecia aquela saudável atmosfera de expectativas. Muitos nomes me vem hoje, muitos rostos, alguns já somente na memória, outros espalhados por ai.

E de repente neste dia cinco de novembro próximo, data do seu aniversário, tenho a impressão que todos ainda estão lá, do professor Aquino ao professor Abrão, fazendo parte da paisagem, das salas de aula, andando pelos corredores, pelo pátio pelo saguão. Feliz aniversário minha velha e querida escola, onde eu comecei a gostar de estudar, ler, escrever, como estas mal traçadas linhas.

Foi no CESB que aprendi a gostar de tudo isso, mas especialmente onde desenvolvi o gosto de me relacionar com o próximo e o mais importante, com Deus. Ali comecei minha experiência de vida.

COMPARTILHE
Artigo anteriorMercado Café
Próximo artigoEx Animo – N° 103