Não há previsão de quantos empregos temporários serão criados em dezembro na cidade

133

Em São Borja, o Sindicato dos Comerciários não arrisca previsão sobre números, mas espera a criação de alguns novos empregos temporários neste final de ano na cidade. A presidente da entidade, Dione dos Santos, não vê o atual cenário econômico com crise tão grave, como preconizam alguns setores, lembrando que a crise é mais institucional e política.

No caso específico de São Borja, a dirigente diz que têm surgido novas lojas, a partir do último ano, ou outras já estabelecidas ampliam atividades. Dos empregos temporários de fim ano, a expectativa é de que alguns, pelo menos, possam se transformar em permanentes.

O Sindicato dos Comerciários e o Sindilojas já acertaram o horário especial de abertura do comércio em dezembro, a partir do dia quatro. No domingo, véspera de Natal, as lojas poderão abrir até as cinco horas da tarde.

Acordo entre os dois sindicatos estabelece, também, que as lojas poderão abrir na próxima terça-feira, dia 10, dedicado ao padroeiro, São Francisco de Borja, feriado municipal.