Legislação sobre utilização correta de agrotóxicos foi tema de reunião no Sindicato Rural

36

O Sindicato Rural de São Borja realizou nesta terça-feira, 14, reunião com um representante do Governo do Estado, onde foram apresentadas informações a todos os produtores rurais do município. Em pauta: aviação agrícola e as fiscalizações das propriedades.

Recentemente, aconteceu uma operação na região e alguns produtores foram autuados e multados por diversas situações. Para evitar que esse tipo de problema aconteça, novamente, o Sindicato Rural promoveu o encontro com o Fiscal Estadual Agropecuário, Juliano Goulart Ritter.

O engenheiro agrônomo repassou orientações de extrema importância. Falou sobre o armazenamento e descarte correto de agrotóxicos e ainda repassou informações sobre o transportes e armazenamento desses produtos.

Os produtores rurais também realizaram questionamentos e tiveram a oportunidade de esclarecer várias dúvidas.

“Esse é um momento muito importante para todos nós, pois, através da orientação, todos terão o conhecimento necessário para aplicar em suas propriedades e evitar problemas”, esclareceu Ritter.

O Fiscal Estadual Agropecuário destacou ainda que cobranças que são realizadas, pelos diferentes órgãos fiscalizadores, por isso, esse tipo de situação merece atenção redobrada dos produtores. Ele realizou ainda orientações aos profissionais e empresas que trabalham com aviação agrícola.

Além dos produtores rurais, que lotaram a sala de reuniões, estiveram presentes no encontro o 1° vice-presidente do Sindicato Rural Rodrigo Bauer; o 1° tesoureiro Mauro Bastiani; Presidente da Associação dos Arrozeiros Pablo Silva; Consultor Jurídico do Sindicato Rural Márcio Bonfá; e o Conselheiro do Instituto Rio-grandense do Arroz (IRGA) Jones Dalla Porta.

Bauer destacou que o Sindicato Rural cumpriu sua missão de levar informações e estar ao lado do produtor:

“Isso que queremos, quanto instituição representativa, oportunizar que todos possam tirar suas dúvidas e entender o que é necessário para evitar algumas situações. Estaremos sempre ao lado do produtor”, disse o 1° vice-presidente.