Infrações relacionadas à faixa de segurança ainda são uma grande preocupação em São Borja

205

Das infrações relacionadas à faixa de segurança, “deixar de dar preferência a pedestre ou veículo não motorizado que se encontre na faixa a ele destinada”  é infração de natureza gravíssima conforme o que prevê o inciso I do Art. 214 do CTB ( Código de Trânsito Brasileiro). Porém, esse tipo de situação ainda é muito frequente em São Borja.

A multa para quem comete essa infração pode chegar a R$ 293,47 e a inclusão de 7 pontos no prontuário da CNH do infrator. Mesmo assim, muitos motoristas não cumprem essa determinação no município, causando transtornos nas vias urbanas.

O diretor de ensino do CFC Fronteira, Lindolfo Hardt, disse que esse tipo de situação “infelizmente” ainda é muito comum. Ele explica que isso passa diretamente pela educação e cultura do trânsito.

“Nós percebemos que quando, por exemplo, realizamos uma palestra sobre o assunto nas escolas, as crianças cobram isso dos pais, o que acaba sendo determinante para que os motoristas parem na faixa”, diz Hardt.

Porém, o diretor de ensino destaca que “os pedestres também precisam ser responsáveis e cumprirem as determinações legais do trânsito”. Todas essas situações são debatidas diariamente dentro da sala de aula no CFC Fronteira.

“Fazemos sempre nossa parte, explicamos a legislação e mostramos como isso está errado e os perigos desse tipo de conduta. Mas o trânsito também precisa da nossa educação de bases aquelas que trouxemos de berço, para que a legislação realmente seja entendida e cumprida, é para o bem de todos”, concluí Hardt.

Recomendações aos pedestres e motoristas:

– Cabe ao pedestre atravessar sempre em faixa de segurança. Na falta da sinalização, cruzar a via sempre em linha reta e nunca “driblando” os carros em movimento.

– “Ver e ser visto”, a máxima do trânsito, é a principal recomendação. É necessário olhar para os lados antes de atravessar, mesmo se a rua for de mão única. Atravessar correndo ou fazendo brincadeiras deve ser evitado, assim como esperar a travessia abaixo do meio-fio.

– Se o sinal estiver aberto para os carros, a preferência é dos motoristas. À noite ou em dias chuvosos a recomendação é para a utilização de roupas claras. Se for atravessar com animais, é preciso trazê-los presos às coleiras e afastados do meio-fio.

– Já os motoristas precisam dar preferência àqueles pedestres que demonstrem, por meio de gestos, a intenção de atravessar a via sobre a faixa de segurança.

– Pedestres que começaram a atravessar em cruzamento ou sob sinalização têm preferência quando o sinal está verde para o condutor.

– Manter distância dos demais veículos, não ultrapassar indevidamente e não estacionar em faixas de segurança também fazem parte das recomendações.