Conselho Tutelar divulga dados sobre atendimentos

215

O Conselho Tutelar de São Borja já registrou 1.100 diligências ou visitas domiciliares em 2017. Esse número representa os atendimentos realizados até junho de 2017, segundo o novo coordenador da instituição na cidade, João Eder Almeida.

Negligência, Ficha de Comunicação do Aluno Infrequente e Maus Tratos são os líderes em atendimentos. Porém, Almeida destaca que outros crimes relacionados a crianças e adolescentes, como abandono, agressões, drogadição, conflito familiar e pedido de vaga escolar registram altos índices.

Somente em relação a abuso sexual já foram registradas 25 ocorrências em 2017. Violência sexual tem 10 registros e exploração sexual 15 casos. O coordenador do Conselho Tutelar explica que os números são altos porque representam apenas os atendimentos feitos pela instituição.

Não constam nesse levantamento os dados de instituições como Polícia Civil e Ministério Público.