Comportamento humano pode influenciar nos acidentes de trânsito, diz especialista

16

Na noite desta sexta-feira, 11, foi realizada mais uma atividade relacionada ao “Maio Amarelo” promovido pelo CFC Fronteira em São Borja.

Com o auditório lotado, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar) recebeu a palestra do Especialista Eduardo Cadore e o tema: Fiscalização e Comportamento Contribuições da Psicologia e Direito de Trânsito.

Cadore, que é psicólogo e perito em trânsito, falou que é preciso trabalhar o psicológico no que se refere a transgressão de normas. Ele também explicou que a maioria dos acidentes estão relacionados ao comportamento humano e que o Brasil é um País em que as pessoas não respeitam as leis por considerarem que sempre é possível escapar impune dos fiscalizadores. Além disso, destacou que momentos como o “Maio Amarelo” oportunizam a discussão de ações eficazes com o objetivo de diminuir as infrações e, consequentemente, os acidentes nas vias.

“Ações como essa precisam ser trabalhadas ao longo do ano para que as pessoas entendam que educação está intrinsecamente ligada ao comportamento. Esse assunto é muito importante para ser debatido em apenas um mês”, destacou o palestrante.

Em relação ao comportamento, o perito frisou que o trânsito precisa mais do que interferência do poder público, mas sim a conscientização da população e que o gestor municipal de trânsito necessita da Legislação para aplicar as punições, analisando os aspectos peculiares de cada localidade.

“Brasília hoje pode ser considerada um exemplo de educação no trânsito, porque aplica um trabalho de educação e fiscalização”, explicou.

Para o especialista, as ações de conscientização devem ser realizadas ao longo do ano com palestras nas escolas e para as crianças, por acreditar que a educação passa pela formação.

O CFC Fronteira realiza há quatro anos o “Maio Amarelo” e tem como prioridade conscientizar e formar condutores que apliquem, no dia a dia, a legislação de trânsito.

O Diretor de Ensino do CFC Fronteira Lindolfo Hardt destacou na abertura do evento que a programação do “Maio Amarelo” é desenvolvida com o apoio de vários parceiros. São eles: Secretaria Municipal de Trânsito e Segurança; DECOM, 2º RC Mec, Brigada Militar; Hospital Ivan Goulart; SAMU; CFC Via Oeste; Rota Sistemas de Segurança; Sirtec; EMEI Recanto da Alegria I e II; Sesc, Senac e Instituto Federal Farroupilha.

Estiveram presentes: os representantes do CFC Fronteira Camila Mezzomo; Anelise Santos; Wilson Santos; e Lindolfo Hardt; Diretora do IFFar Carla Zapp; Diretor de Trânsito Airton Rocha Alves; CFC Via Oeste; e Rota Sistemas de Segurança.

Programação continua na próxima semana

No dia 16 de maio realiza palestra em São Borja o representante do “Maio Amarelo” no RS, Fabio Mello, que é policial militar, vistoriador veicular, instrutor e multiplicador de educação para o trânsito, atua na cidade de Porto Alegre e possui vasta experiência nas operações da Balada Segura. Essa apresentação será realizada no Senac, a partir das 19h.

No dia 19 ocorrerá um passeio ciclístico com saída da estação férrea, das 10h às 12h. Dia 27 haverá um grande evento de encerramento junto ao parque General Vargas.