Comércio de São Borja intensifica mobilização para o Dia das Mães

62

Uma das datas mais movimentadas para o comércio está voltando a ganhar fôlego, graças à crescente intenção de compra dos consumidores que, este ano, deverão somar um público maior de clientes para as lojas no período que antecede o Dia das Mães. De acordo com levantamento, 91,8% das pessoas pretendem presentear alguém.

Por isso, o comércio de São Borja está mobilizado através da campanha com o tema “Mãe, ninguém entende melhor de amor do que ela”, organizada pela Associação Comercial e Industrial de São Borja (ACISB) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). O tíquete médio para os presentes também deverá aumentar, ficando em torno de R$ 236,00, variação real de 31,3% comparado aos R$ 173,00 apontados em pesquisa no ano passado.

Produtos como roupas (30,3%), perfumes/cosméticos/itens de higiene (23,4%) e flores (19,3%) devem ser os mais procurados, somando uma média de 1,7 itens por consumidor. Quanto aos locais escolhidos para a compra dos presentes as lojas de rua continuam na preferência, sendo mencionadas por 60,4% dos consumidores.

As empresas participantes da campanha na cidade estão identificadas com cartazes e cada uma delas tem prêmios especiais que serão sorteados. ACISB e CDL distribuíram cupons, para que os lojistas entreguem aos seus clientes.

O presidente da ACISB, Wolmi Oliveira, explica que a campanha segue o mesmo modelo da ação realizada no período que antecedeu o Natal. Assim, cada empresa pode escolher os prêmios e sortear entre seus clientes.

“Isso deu muito certo do Natal e por isso estamos repetindo. Vamos apoiar as empresas locais e fomentar nosso comércio”, diz Oliveira.

Formas de pagamentos e quem vai receber presentes

Segundo pesquisa realizada no estado, quando perguntados a respeito da forma de pagamento, a maioria (78,6%) dos consumidores respondeu que pretende pagar os presentes à vista. Dinheiro em espécie (61,5%), cartão de débito (16,7%) e cheque (0,4%) devem ser os meios de pagamento mais utilizados. O dado corresponde a 19,3 pontos percentuais a mais do que as intenções de compras à vista do ano passado.

Os que responderam que pretendem parcelar somam 22,5% esse ano, queda considerável em comparação aos 43,4% que escolheram essa forma de pagamento no ano passado.

O levantamento identificou também quem deverá receber presente de Dia das Mães: na liderança permanecem as mães (66,7%), seguidas das esposas/companheiras (22,9%) e, curiosamente das sogras (13,6%) que, desta vez, ultrapassam as filhas (12,3%) e as irmãs (8,2%) na intenção de pessoas presenteadas. No ano passado, 8,1% dos entrevistados incluíram as sogras nessa lista, e 10,3% e 9,1% as filhas e irmãs, respectivamente.

Quem deverá presentear a si mesmo corresponde a 5,6%. Foram utilizadas respostas múltiplas em todas as questões.