A Família

426

A família indistintamente pode ser e origem sanguínea ou a que criou uma pessoa, sendo uma necessidade consciente e inconsciente no desenvolvimento físico, mental, emocional e espiritual de um ser.

Cada um de nós é capaz de explicar o que é a família, mas basicamente podemos entendê-la com o convívio das pessoas que somos criados, seja de origem ou não.

Precisamos da família para nos desenvolver física, mental e espiritualmente e para principalmente aprendermos a amar, o amor natural, e o amor sobrenatural, de Deus, divino.

Com estes valores, teremos a condição de formar nosso caráter, personalidade e noção de podermos nos relacionar bem com os outros.

Mas parece que no mundo atual, os seres humanos tem dificuldade de se relacionar com a família, que naturalmente se refletem em sua vida diária, com consequências negativas das mais diversas, como discussões e conflitos no seu lar, que estimulam o desamor.

Deus abençoa a todos desde o nascimento, mesmo que cada um possa modificar desastrosamente sua caminhada no decorrer do tempo, em decorrência de más escolhas. Existem diversos fatores que podem modificar essa caminhada, as quais podem começar na infância, tornado-se um ciclo vicioso, que depois de adulto, passa a ser o compositor do enredo, de sua história.

O homem e a mulher tem condição de consolidar sua felicidade, se tiver nos planos a família, que norteia a qualidade da vida e os valores, não só os materiais. Pela vontade dos seres se poderá, a cada dia, por pior que seja o convívio da família, buscar elos de compreensão, amor, amizade, solidariedade e perdão,sentimentos que reforçam a relação familiar.

Mesmo assim, tanto consciente como inconsciente pode estar incompleto, mas cada um fazendo a sua parte mesmo que não tendo resultado, poderá realmente estar feliz,com um coração aberto para acolher o próximo e assim buscar a sua realização, incluindo Deus em sua relações.

Os casados devem e são chamado a santificar, as relações conjugais, o cuidado e a educação dos filhos, o esforço para o sustento econômico da família, constituem a comunidade social. É importante na família a relação dos pais com os filhos, é necessária que os pais encontrem tempo para estar com os filhos e falar com eles.

Os filhos são os mais importantes que os negócios, que o trabalho, que as diversões. Os pais educam fundamentalmente com sua conduta e exemplo e assim se consolida a família.